terça-feira, 29 de maio de 2007

Toalha de Baptismo - A história.




E porque me apetece, hoje mostro-vos a toalha de baptismo dos meus filhos.

É de puro linho caseiro. Este linho terá cerca de 120 anos, foi a minha visavó que o herdou de umas tias, depois passou para a minha avó paterna que mo ofereceu quando eu casei. Tem mais ou menos 1.20 m por 55 cm .


Assim que o David nasceu, pensei logo em fazer dele a toalha de baptismo. Mandei bordar-lo na Lixa, terra dos bordados, e o resultado é o que se vê.
A minha avó adorou, e achou que foi muito bem utilizado o linho!

Por estar bordado com os monogramas é que, assim que engravidei pela segunda vez, disse que quer fosse menino ou menina teria que ter um nome com o "D" de inicial porque o "J "é de Jorge e Jorge seria de certeza! Veio um Dinis Jorge (lindo!) , porque se fosse menina seria Diva Jorge!

Quer no batizado do David quer no do Dinis, a toalha foi utilizada, arejada e guardada. Quero com isto dizer que a àgua benta que levaram pela cabecinha no acto do baptismo, ainda está entranhada na toalha.

A vela é simples, tem um aro com brilhantes e a concha é de prata e é de familia.
Existe também a toalha dos baptizados de familia que baptizou o meu avó materno, os doze filhos dele e mim ao meu irmão, todos os meus primos e até os filhos dos meus primos... e a minha mãe levou-a na mesma e passou-a na cabeça dos meus filhos. Obviamenente que fiquei feliz com isso, assim não quebrei a tradição.

Mas para mim, esta toalha de linho tem um valor incalculável. A minha avó deu-mo a mim e não a nenhuma filha ou a outra neta, senti-me na obrigação de a perpetuar.

15 comentários:

Goblin disse...

olha que historia linda! a tua vovo deve ter ficao toda babada.. fizeste muito bem em dar uso ao linho desta forma e de certa maneira homenageares a tua avó e bisavó!

beijinhos

Cláudia disse...

Adorei a história...
Gosto muito de que se perpetuem esas tradições.
Como na minha família não havia toalha nem linho de família (viemos de Angola e ficou lá tudo), foi o Tiago que iniciou a tradição.
Em relação à vela era a do pai,mas o malandro partiu-a no final do baptizado...
Será que se pode mandar arranjar?
Bjs grandes

María&Peste disse...

Adoro essas tradições!! Agora fiquei a pensar onde estaria a toalha do David? Hummmm...não faço ideia! Bjnhos

Andreia do Flautim disse...

É bonita, a toalha!=)

CLS disse...

Linda recordação de família. A seguir será para os netos, não é?
Eu também bordei a toalha do meu último afilhado e a da Camila foi bordada pela mãe da madrinha, ambas são em linho.
Bjs

Bigodes de Leite disse...

Que lindo!!!!Adorava ter assim algo de valor,algo que me fizesse sentir assim.
A unica coisa de qual guardo religiosamente e adoro é a medalha da Nossa Senhora que deram ao João assim que ele nasceu,não é de prata nem coisa mais ou menos mas o facto de vir de Fátima e ter sido um casal amigo a dar ao piolhito,faz disso um Tesouro.
Beijocas!

rute29 disse...

É linda e os bordados são muito delicados!!
beijinhos!!!

mamã gaivota disse...

Lindo de facto! E deste-me uma excelente ideia para um post. Tb tenho algo do género mas depois conto ;)

ps - se quiseres dou explicações de marroquino de cima ;P

Vida a 4 disse...

Também tenho muito respeito pelas reliquias.
Por coincidência faz hoje 2 anos que a Patrícia se baptizou. Não levou nada antigo, mas abriu o precedente para o vestido. Vai ser utilizado na irmã, quando chegar a altura.

Quanto À tua proposta, temos de ver isso. É tudo uma questão de €€€€. eh eh

(Quem nos oiça ainda julga que estamos a fazer alguma transação9.

Beijocas

mãe tataruga disse...

Muito bonita a toalha e a historia que contaste. Mas diz-me, os teus proximos filhos/as vão ter que ter os dois primeiros nomes começados por D e J. Já pensaste nos nomes?
Beijinhos

Pensamentos Felizes disse...

que história fabulosa.
Quem bordou a toalha de baptismo do Alexandre foi uma srª amiga da minha mãe que é bordadeira na Lixa :)
os bordados são fabulosos, o da toalha do Alexandre então...
beijos

Anabela & Lara disse...

adorei a historia

:)

tb gosto qdo fazem o mesmo aos vestidos de batizado.....

Pedro & Pedro (filho) disse...

Está muito linda! Adorei!
Eu tambem sou um apreciador dessas coisas/objectos que passam de pais para filhos, para netos, ...
Infelizmente não herdei nada dos meus avós (já todos eles faleceram).
Bjinhos.Pedro

Gioconda disse...

Gostei muito de ler este post, bonitas tradições que a tua familia tem e que estás a perpetuar... é bom ver que ainda há pessoas com sensibilidade.

Fernanda disse...

Deixa-me dizer-te que estou comovida com a tua historia. Hoje mesmo ou seja esta manha pus no meu blog uma historia quase igual a tua. Uma tia minha ofereceu-me o ano passado a sua toalha de linho do seu casamento para o baptismo do meu filho e fiquei muito comovida e honrada por receber tal prenda uma vez que somos uma familia enorme ofereceu-me logo a mim. Sei o que significa para ti, e o que sentes porq para mim foi dos melhores presentes que tive na minha vida. Claro que a minha nao e tao antiga como a tua..
ja agora convido-te que visites o meu blog e vejas por ti mesma,e ja agora se possivel quero que vejas no inicio do blog as camisas da noite em linho e outras coisas que eram da minha mae e a toalha de linho da minha mae. Bjs